Clown battles

Quando vi o “Galvanize” do Chemical Brothers pela primeira vez, achei que essa história de palhaço fazendo break-shake-recebendo-santo fosse mais uma doideira comum dos caras pra fazer um video legal. 
Depois de um tempo, por acaso, assiti à RIZE – documentário do David La Chapelle – e soube que essa trupe existe mesmo e é MUITO mais gigante do que eu poderia imaginar. Fiquei besta de ter passado tanto tempo sem saber da existência desse povo.

Tudo começou com Tommy, um palhaço negão de uma comunidade pobre de Los Angeles que ia animar festa infantil e sempre dançava ao som do Hip Hop. Começou a ficar famoso na comunidade, e desenvolveu o “Clowning”, um estilo de break exagerado (dançado normalmente de cara pintada). À exemplo de Tommy, vários garotos resolveram se juntar, largando a bandidagem e as gangues tão comuns naquela região.

A partir do crescimento do Clowning, alguns dos membros desenvolveram um outro estilo, o Krumping, ainda mais bruto e debochado do que o primeiro. Da “rivalidade” entre esses dois grupos, surgiram então as “Clown Battles”, onde dançarino a dançarino disputa quem “vence” um ao outro em originalidade e jogo de cintura.
As competições são CHAPADAS de gente tão fanática quanto torcedores do Corinthians. Fraga só:

Gostei de saber.

 

Anúncios

Sobre ariaround

25, santista, apaixonada e viajante em todos os sentidos...agora em Goa, na Índia. Amante da escrita, de lugares novos, crenças e pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: