O dia D

 

Well, yeah…Elizabeth died.

But who doesn’t?

Acho curiosíssimo as pessoas não pensarem sobre a morte, não tentarem questionar, entender, não gostarem sequer de falar dela. É a única certeza da vida e ainda assim choca todo mundo. Como pode? A comoção chega a ser meio bizarra.

Compreendo a dor de quem perde alguém próximo, mas compreendo também que essa dor vem do egoísmo, da saudade, da falta que quem foi vai fazer pra quem fica.

Acho que a morte que choca é a violenta, que parece sem propósito, mas até ela…Acontece. É só mais uma maneira das infinitas que a vida pode proporcionar.

Agora…Um famoso praticamente eternizado pelo sucesso morrer aos 79, tranquilamente…Não pode ser melhor, gente! Essa morte não merece um ” :( “, merece um ” :) “. Definitivamente.

Anúncios

Sobre ariaround

25, santista, apaixonada e viajante em todos os sentidos...agora em Goa, na Índia. Amante da escrita, de lugares novos, crenças e pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: